Psicóloga Sílvia Regina Simões

Psicóloga em Jundiaí – Psicoterapia clínica infantil, adulto e terapeuta de casal


Deixe um comentário

Dia Internacional da Mulher 2017 – Vídeo

VÍDEO LEGENDADO:
https://www.facebook.com/plugins/video.php?href=https%3A%2F%2Fwww.facebook.com%2Fmotivacao.tv%2Fvideos%2F1579587435403495%2F&show_text=0&width=400

Que nossa comemoração seja persistir na luta por ensinar o que sabemos de melhor: amar É isso que nós, mulheres, desejamos: amar e sermos amadas.

Amar alguém é uma decisão, um aprendizado, uma escolha. É pautar seu comportamento com o objetivo de permitir a existência do outro. Não possuir, não subjugar, não destruir: existir. Respeitar o outro, dar a ele a consideração devida as suas necessidades e sentimentos.

Ainda hoje os salários das mulheres são menores, mesmo exercendo a mesma função, sob as mesmas exigências masculinas. Somos menos contratadas, pois engravidamos. A responsabilidade da contracepção recai quase toda sobre nós, em forma de cargas de hormônios sintéticos ou aparelhos que irritam diariamente as paredes do nosso útero para evitar a gravidez. Se escorregarmos na contracepção, aos homens há uma tímida punição quase inteiramente social em não assumir a paternidade. Mulheres que não assumem a maternidade só o podem fazer por meios ilegais e quase sempre letais. Além disso, para alimentar inclusive os homens que parimos, devemos nos privar do convívio público, nos escondendo para não ofender ninguém e infringir a lei! 

Nós, mulheres, queremos que nada disso altere o valor de nossa vida, que ela valha tanto quanto a vida de qualquer outro ser humano, independentemente daquilo que nos caracteriza mulheres. Queremos ser aceitas e respeitadas.

Não esperemos, não torçamos, não forcemos, mas ensinemos!

Um grande abraço a todas as mulheres e aos frutos delas.

Anúncios


Deixe um comentário

Altruísmo supera felicidade e melhora a saúde física

altruismo

Uma pesquisa publicada pela revista Superinteressante é o motivo de mais essa publicação sobre a importância do altruísmo para o bem estar pessoal.

Segundo a reportagem, cientistas entrevistaram voluntários e analisaram através de ressonância magnética os efeitos da felicidade, do estresse e do altruísmo sobre o corpo.

Tal como as observações clínicas, demais pesquisas sob a mesma temática e vivência, o experimento confirmou as pessoas mais satisfeitas com a própria vida e felizes eram aquelas que praticavam altruísmo.

É interessante notar que o efeito da felicidade sobre o corpo não impede processos inflamatórios típicos do estresse. No entanto, o altruísmo, ou seja, comportamentos que se agrupam sob esse nome, esses sim mudam o funcionamento do nosso organismo de tal forma que as inflamações sejam evitadas e nosso sistema imunológico se fortaleça.

Confira a matéria na íntegra no link que segue: SUPERINTERESSANTE: ALTRUÍSMO, ESTRESSE E FELICIDADE.

psicologa silvia regina simoes jundiai convênios casal individual adultos e crianças

DICA DA PSICÓLOGA

“Altruísmo é completamente diferente de subserviência, de abandonar a si mesmo e colocar as necessidades do outro na frente das suas. Só um indivíduo capaz de prover bem estar e soluções para si mesmo poderá praticar verdadeiramente o altruísmo. Aqui, vale a máxima de que só podemos oferecer aos outros aquilo que temos”.

Forte abraço*

 


Deixe um comentário

A mulher perfeita em nossos tempos (vídeo) e o dia do idoso

Olá a todos!

Muitas mulheres chegam ao consultório exauridas pela exigência de serem mulheres perfeitas, como mães, esposas, funcionárias, amigas. E o mais grave é que a exigência parte delas mesmas!

Dessa regra auto imposta, nascem estresse, ansiedade, frustração, baixa autoestima e desespero.

Hoje, dia 27 de setembro, é o “Dia do Idoso”. Nesse vídeo que gostaria de mostrar, mulheres mais maduras e experientes falam sobre a exigência de ser uma mulher perfeita, do ponto de vista de quem já viveu o suficiente para compreender o que vale a pena.

“SÁBIO É QUEM APRENDE COM SEUS ERROS

E INTELIGENTE QUEM APRENDE OBSERVANDO

OS ERROS DOS OUTROS”

Na minha experiência em Psicologia Social, aprendi muito e sempre digo que, convivendo com idosos, amadureci meu olhar sobre a vida e junto dos adolescentes, aprendi a oferecer amor e lealdade com total entrega.

Hoje compartilho um pouco da sabedoria dos idosos com as mulheres que, mais do que perfeitas, desejam ser felizes!

Uma ótima semana a todos!


Deixe um comentário

Um ato de carinho gera uma onda sem fim… (vídeo)

Não há nada mais recompensador que ajudar o outro que não tem como lhe retribuir. Experimente!