Psicóloga Sílvia Regina Simões

Psicóloga em Jundiaí – Psicoterapia comportamental – terapia de casal, terapia para adulto e terapia infantil


Deixe um comentário

“Eu mereço!” – Como essa frase pode arruinar sua vida

Merecimento

Significado de Merecimento

substantivo masculino Qualidade em função da qual se merece prêmio, apreço, estima etc. Valor, mérito, importância.

De acordo com a definição do dicionário, merecimento é a consequência de uma qualidade, um prêmio, uma importância recebida, por conta de uma característica distinguível de alguém. Infelizmente, isso não existe. Para conseguir algo, é necessário se comportar, agir de forma contextual.

atividades-que-ajudam-a-liberar-a-sua-criatividade-noticias

O pensamento mágico de que há uma recompensa maior e acessível após uma série mais ou menos longa de esforços empreendidos é muito comum na nossa sociedade. As próprias religiões mais populares pregam isso. Se você se sacrificar e se esforçar, você ganhará o reino dos céus. Na vida terrena, a história é outra.

images (4)

A condição desfavorável do elefante o coloca em desvantagem para realizar a prova, em relação ao macaco, por exemplo. Ele pode ser um elefante genial e ótimo com os outros, isso não o faz superar condições desfavoráveis nessa situação.

É preciso partir do princípio que o ambiente que cerca os seres é, em boa parte, incontrolável e responde-se primordialmente às demandas de sobrevivência. Higiene, alimentação, locomoção, socialização, etc. A não ser que alguém seja um bilionário e, de acordo com o nosso sistema, ninguém que tenha um ambiente desfavorável a isso chega a esse patamar, sua luta pela sobrevivência é grande e diária. Veja, até o ricaço depende de um ambiente incontrolável para ter conforto financeiro – sua condição não é mérito exclusivo seu!

Acreditar em merecimento impede o homem de se comportar e buscar ambientes mais favoráveis aos seus desejos e necessidades. Pensar que sacrifícios emocionais hoje lhe trarão reconhecimento e honra no futuro, é contar com frustração. Ha desânimo e até inveja como subprodutos dessa expectativa fantasiosa de merecimento.

Sacrifícios emocionais lhe deixarão doente, você vai requerer ajuda de terceiros em algum momento e se a admiração e serviço das pessoas por quem tem apreço estiverem empenhados em outra atividade demandada pelo ambiente, não serão seus sacrifícios passados em prol delas que operarão sobre as circunstâncias ou sobre elas para lhe dar a “merecida” atenção.

cooworkifdsj-1024x609

Um olhar mais realista seria contar com um direcionamento moral e social de suas ações, para que seu histórico não lhe coloque em uma situação difícil no futuro. Mais realista seria também, observar as condições atuais, suas e do contexto, para medir qual ação é necessária e qual é a possibilidade do ambiente consequência-la conforme almeja. Ações efetivadas ao longo de um tempo alteram a probabilidade do responder favorável ou não da comunidade às suas inventivas. Mas não lhe garantem nada por uma qualidade adquirida, sem necessidade de comportar-se à altura do que deseja, no ambiente apropriado.

O merecimento é um tipo de abrigo no qual os derrotados reivindicam aquilo que não foram capazes de conquistar.

DIREITOS

E aquelas consequências a que temos direito, só por existirmos, na sociedade? Calma! Existir, por si só, é comportar-se! Os direitos são regras a partir das quais podemos viver, sem ter que questionar, argumentar, lutar para chegar a lugares reconhecidamente importantes e básicos. Essas regras economizam necessidade de comportar-se, mas não caem no colo de ninguém sem que se percorra o caminho de acesso a elas.

4218e937a29d5cece8119517729cb028_L

Portanto, até mesmo para acessar direitos, é necessário emitir respostas em determinado contexto em que as percebemos como prováveis de serem alcançados.

“Deus ajuda quem cedo madruga”

Há muita sabedoria na frase “Deus ajuda quem cedo madruga”, madrugar é fundamental para alcançar algo, é um comportamento condição para receber ajuda, mesmo de uma entidade considerada onipotente na nossa sociedade!

Anúncios


Deixe um comentário

Feliz dia da mulher com alguns conceitos importantes

O dia da mulher é um marco que exalta e reafirma a luta da classe feminina por segurança, respeito e dignidade frente a cultura vigente. São muitos os ganhos, mas não estamos sequer na metade do caminho. Hoje, trago alguns conceitos importantes dessa caminhada, a partir do site Capitolina. Sigamos em frente, unidas e cada vez mais fortes!

O conteúdo completo você encontra aqui: http://www.revistacapitolina.com.br/glossario-de-termos-feminismo/

Dica da psicóloga: o direito de errar e ser responsável

Deixe um comentário

O 12° direito humano básico da lista do professor Vicente Caballo diz: “(Você tem) O direito de cometer erros – e ser responsável por eles”. Um dos maiores atrasos na vida de alguém é não admitir erros, pois eles vão acontecer. E evitar se responsabilizar é fugir do impulso que ofertam em direção ao sucesso, se estiver disposto a supera-los. Repito: melhor do que evitar uma dor é saber lidar com ela.

Como você lida com seus erros?


Deixe um comentário

Seus direitos, seus deveres – Como funciona o pagamento de pensão alimentícia

As consequências do abandono financeiro de familiares estão muito bem regulamentadas na lei e preveem com clareza as responsabilidades entre seus membros. Não abra mão de um direito seu e ajude aqueles que conhece a lutar também.

18767899_1770938849588629_546282121474961914_n

O texto abaixo foi extraído do site do Senado Federal e pode ser lindo em seu contexto original AQUI. 

Como funciona o pagamento de pensão alimentícia? Quem recebe e quem paga?

A pensão alimentícia consiste no pagamento mensal de valor suficiente para atender aos gastos com alimentação, escola, roupas, tratamento de saúde, medicamentos, lazer, e a outros que forem necessários. De acordo com o Código Civil, artigo 1.694, ela pode ser devida entre pais e filhos, entre parentes limitados ao segundo grau (irmãos, avós e netos), entre cônjuges, entre conviventes e, recentemente, a Lei n.º 11.804/08 estabelece que também à mulher gestante e ao nascituro (aquele que ainda está em formação no seu ventre).

Quando é preciso pagar Pensão Alimentícia

O artigo 1.695 do Código Civil estabelece que a pensão é devida quando quem a pleiteia não tem bens suficientes, nem pode prover, pelo seu trabalho, à própria mantença, e aquele de quem se requisita a pensão pode fornecê-los, sem desfalque do necessário ao seu sustento.

Valor

Não existe valor padrão para a pensão, o Poder Judiciário considera as necessidades de quem vai receber e as possibilidades de quem vai pagar para definir o valor. Além disso, a pensão não precisa ser paga necessariamente em dinheiro, ela pode ser paga também em benefícios (como o pagamento de contas, por exemplo). É possível pedir a revisão do valor sempre que a situação de quem paga ou de quem recebe mudar. Também é possível voltar atrás da decisão de recusa a receber pensão em momento inicial, caso a pessoa mude de ideia.

Pensão para ex-cônjuge

Nos casos de pensão de ex-cônjuges, a regra não tem distinção de gênero, tanto homens quanto mulheres podem requerer a pensão, desde que comprovem a necessidade. Casamento em regime de separação de bens não impede o recebimento de pensão para um dos cônjuges.

Em caso de óbito do pagador

Caso o pagador de pensão alimentícia venha a óbito, é possível que os parentes do pagador precisem arcar com a obrigação. Os ascendentes do pagador (pais e avós) são os primeiros a serem requisitados.  Na falta dos pais ou avós, ou caso esses comprovem que não tem condições, serão chamados os bisavós. Não sendo encontrado nenhum ascendente, serão buscados os descendentes como filhos, netos, bisnetos. Ainda, caso não exista nenhum parente na linha reta de sucessão, a pensão pode ser requisitada aos irmãos de grau mais próximo, cabendo ao juiz a decisão final.

A obrigação de pagar a pensão também se transmite aos herdeiros do pagador.

Pensão para filhos

A pensão alimentícia paga aos filhos vale até os 18 anos; ou 24, caso o filho esteja na faculdade. É importante ressaltar que caso o filho seja incapaz, não existe prazo para o fim da pensão.

Filhos também podem ter que pagar pensão aos pais ou aos avós (ou qualquer outro parente ascendente), caso eles comprovem que não possuem outro meio de sobrevivência.

Sanções para o não pagamento da pensão alimentícia

Em casos de não pagamento de pensão alimentícia, o juiz pode decretar sentença de prisão por período de até 90 dias. O cumprimento da pena não exime o devedor da dívida. Funcionários públicos, militares, diretores ou gerentes de empresa terão a pensão alimentícia descontada diretamente em folha de pagamento.

Em 2015 a Quarta Turma do STJ admitiu a possibilidade de inscrição do nome do devedor de pensão alimentícia em cadastro de proteção ao crédito. A medida já está prevista no novo Código de Processo Civil, que entrará em vigor em março de 2016, como medida automática (artigo 782, parágrafo 3º).

Para saber mais sobre o pagamento de pensão alimentícia:

Código Civil: dos artigos 1.964 ao 1.710 link: http://bit.ly/1IbtYVN

Código do Processo Civil: dos artigos 732 ao 735 link: http://bit.ly/1P3zIZr