Psicóloga Sílvia Regina Simões

Psicóloga em Jundiaí – Psicoterapia clínica infantil, adulto e terapeuta de casal

Você supre necessidades emocionais com a comida? Cuidado, alguns alimentos viciam!

Deixe um comentário

fec584a1-6677-4ea2-bc07-332a718c10aa

Você come e se sente melhor depois disso? Com que frequência seleciona alimentos com o objetivo de não suprir a fome, mas de satisfazer-se emocionalmente? O quão presentes sorvete, cookies, chocolates, batata frita, por exemplo, estão na sua dieta? Pois bem, esses alimentos atuam na complexa interação do nosso corpo com o meio e alteram suas emoções com uma série de efeitos colaterais nocivos.

A DIFERENÇA
Sua fome é de algo específico como um misto quente, um docinho ou uma coxinha?
Você está com fome emocional.

Sua fome pode ser sanada por qualquer alimento, seu estômago ronca ou dói e você sente irritabilidade, queda da atenção e alteração da sensação de calor no ambiente?
Sua fome é física.
(Nem sempre todos esses sintomas estão presentes na fome física)

1 sorvete

2 doce

3 batata caseira

Veja também a análise do pão caseiro, chocolate, bolo com cobertura, cookies, donuts e macarrão na reportagem ALIMENTOS QUE VICIAM – O ESTADO DE SÃO PAULO.

Existem premissas como a boa qualidade de interações sociais, repertório para lidar com o ambiente ao qual está exposto e capacidade de agir em prol de alterar esse ambiente por meio de seleção das consequências de suas ações para que uma pessoa conquiste bem estar em sua vida diária. Uma análise de cada indivíduo pode apontar atividades práticas a serem desempenhadas para tanto. Sanar uma necessidade de bem estar por meio de drogas ou outras substâncias, de uma forma geral, é pegar um atalho para a felicidade – nem sempre saudável. 

A comida é um combustível para a vida que interfere em nosso comportamento, em nossas emoções. Selecione!

Um forte abraço*

Anúncios

Autor: Sílvia Regina Simões

Psicóloga clínica em Jundiaí, atendo na abordagem analítico comportamental, psicoterapia individual de crianças e adultos e psicoterapia de casal. Formada em Psicologia pelo Centro Universitário Padre Anchieta, de Jundiaí, SP, atuei como pesquisadora bolsista do CNPq estudando o tema “motivação”. Vinda da área de Comunicação Social – Jornalismo, pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas, carrego ampla bagagem conhecimentos em Ciências Humanas e experiência com diversificados públicos e contextos. Atuo no atendimento do convênio Bradesco e psicoterapia particular em meu próprio consultório, no Centro de Jundiaí, SP. Agende sua sessão: (11) 9 9615 8632 - s.silvia.psicologa@gmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s